Serra gaúcha passa a contar com rede de monitoramento agroclimático | Agricultura | Notícias | Novo Rural
(54) 3194-0098 | (55) 99960-4053
PUBLICIDADE
Serra gaúcha passa a contar com rede de monitoramento agroclimático
Ação é uma parceria entre Emater/RS-Ascar, vinculada à Seapdr, agricultores e Sicredi Pioneira
Sexta, 22 de Outubro de 2021
Divulgação

Na tarde da quinta-feira, 21, aconteceu o lançamento do Projeto Miniestação de Monitoramento Agroclimático, em ato realizado na agência da Sicredi em Ana Rech, Caxias do Sul. Estiveram presentes a gerente regional da Emater/RS-Ascar, Sandra Dalmina, o assessor de agronegócio da Sicredi Pioneira, Carlos Berres, o secretário da Agricultura de Caxias do Sul, Rudimar Menegotto, agricultores e parceiros.

A ação é uma parceria entre Emater/RS-Ascar, vinculada à Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), agricultores e Sicredi Pioneira. Cinquenta miniestações, patrocinadas pela Sicredi, estão sendo instaladas em seis municípios da região: Picada Café, Caxias do Sul, Nova Petrópolis, Gramado, Canela e São Francisco de Paula, em propriedades rurais distribuídas em diferentes locais para uma ampla cobertura das variações microclimáticas. Essas famílias são voluntárias e vão fazer a leitura e registro dos dados - datas e volumes das chuvas e temperaturas máximas e mínimas ocorridas em cada semana - que serão disponibilizados para a Emater/RS-Ascar e Sicredi todas as segundas-feiras. Em Caxias do Sul, serão 13 miniestações, em propriedades localizadas em altitudes que variam de 145m a 836m.

Conforme o extensionista da Emater/RS-Ascar, Enio Ângelo Todeschini, o acompanhamento desses dados é importante para o desenvolvimento das atividades agropecuárias, contribuindo para o planejamento da propriedade rural desde a reservação de água, a semeadura, até a colheita das culturas e aproveitamento das pastagens. “Também servirão para casos de enquadramento do seguro agrícola e execução das perícias de Proagro com mais precisão, além do desenvolvimento de políticas públicas”, enfatiza.

Berres agradeceu a oportunidade de fazer parte desta parceira com a Emater/RS-Ascar e os agricultores que serão os pioneiros e irão proporcionar resultados para serem usados de forma coletiva. “Esses dados serão de extrema relevância para a tomada de decisões”, afirmou. 

Fonte: Da redação, com informações Emater
MAIS FOTOS